“Inocente para além de qualquer dúvida”, de Carlos Cruz, entre os mais vendidos em Portugal

Inocente para além de qualquer dúvida, o novo livro de Carlos Cruz lançado no dia 14 de janeiro, mantém-se entre os títulos mais vendidos em Portugal (Top Não Ficção), desta feita referente à data entre 30 de janeiro a 5 de fevereiro, segundo informação recolhida pelo jornal Expresso junto da GFK Marketing Studies.

O processo Casa Pia continua, assim, a despertar a curiosidade de muitos leitores, sobretudo agora que se aguarda por uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa relativamente ao julgamento dos recursos apresentados pelos arguidos. A decisão será conhecida a 23 de fevereiro.

Se ainda não teve oportunidade de ler Inocente para além de qualquer dúvida pode, clicando aqui, ler a Introdução e 1.º capítulo do livro.

 

Fique ainda com um excerto do prefácio escrito por Miguel Esteves Cardoso:

«Leia este livro. Por favor. Esqueça quem é o autor e ponha-se no lugar dele. Apanhará um grande susto. Porque poderia muito bem ser. Verá a facilidade com que a ausência da presunção da inocência e, sobretudo, do benefício da dúvida, podem condenar um arguido muito antes de ter sido formalmente condenado. Este livro é a defesa de Carlos Cruz – a defesa que quase ninguém conhecia. O que pensávamos saber baseava-se em cabeçalhos bombásticos e reportagens aparentemente sérias que mais não fizeram do que demonstrar o imenso poder do mau jornalismo. (…) É um caso que a grande maioria das partes envolvidas gostaria que ficasse arrumado, para que não se lembrasse a fraca figura que fez. Os que mais quiseram falar são os que agora mais querem calar. Leia este livro, para poder respirar fundo. E por uma questão de justiça.»

120218TopExpresso

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>